sexta-feira, 9 de abril de 2010

UENF vai parar no dias 14 e 15 de abril

Nota do Sintuperj:


ATENÇÃO SERVIDORES
A UENF vai parar no dias 14 e 15 de abril como parte da nossa luta pela reposição de 82% das perdas salariais.
Esta paralisação representa a unificação das ações do SINTUPERJ e da ADUENF em prol da recuperação do poder de compra dos salários de todos os servidores da UENF.
O SINTUPERJ e a ADUENF estarão na praça São Salvador no dia 14 a partir das 15:00 horas para protestar contra o descaso e a intransigência do governador Sérgio Cabral.
Participe da paralisação e vá ao ato público essa luta é de todos nós!

11 comentários:

Anônimo disse...

TODOS JUNTOS NESSA PARALISAÇÃO !

Anônimo disse...

Que acham de um buzinasso em frente a UENF antes de irmos à praça São Salvador ?

Anônimo disse...

EU VOU PARAR !

Anônimo disse...

eu tb vou

Anônimo disse...

Vamos todos à praça

Uenfezado disse...

Vamos todos protestar contra esse embromation!

Anônimo disse...

O povo carioca morrendo e nenhuma fala de apoio. Eita turminha individualista. A turma do meu primeiro, mas só o meu.

pedlowma disse...

Prezados,

A ADUENF e o SINTUPERJ já produziram faixas dando conta da unificação de esforços em prol dos 82% de reposição de perdas salariais. Além disso, a ADUENF estará distribuindo a nova edição do seu jornal na Praça São Salvador no dia 14. Acho a idéia de um buzinaço na saída para a manifestação muito boa. Mas realmente espero que tenhamos bastante gente na rua, pois este será um excelente medidor da disposição de todos em lutar pelos 82%. Finalmente, no dia 14 estaremos divulgando uma carta assinada pela ASDUERJ, SINTUPERJ e ADUENF dando conta do início de um campanha unitária em prol da reposição das perdas salariais e de defesa das universidades estaduais.

Marcos Pedlowski

Anônimo disse...

Ir à rua contra o governo Cabral para pedir as nossas reposições de perdas salariais e o correto financiamento da educação superior é a melhor forma de prestarmos solidariedade ao povo fluminense. Afinal, o governo que sucateia o serviço público é o mesmo que agora culpas os pobres por morarem em áreas de risco.

Anônimo disse...

Ô Anônimo puxa-sacos do Cabral: vai lá no palácio Guanabara que Cabralzinho e Madona te esperam com a xícara de café na mão tá ?

Anônimo disse...

Boa prof. Marcos !