sexta-feira, 16 de abril de 2010

Juntos mas...separados

Pelo que entendi os servidores técnicos e professores lutariam juntos na campanha salarial.
Surpreendi-me quando soube que os professores fizeram uma assembléia ontem sem os técnicos e os técnicos farão uma assembléia na próxima segunda sem os professores!
Depois de segunda as assembléias serão unificadas?

Que unidade é essa!!??

8 comentários:

pedlowma disse...

Prezados,

Venho aqui informar que uma das decisões da assembléia de ontem que contou com a presença de representante do SINTUPERJ é de que devemos elaborar um calendário de assembléias conjuntas, ainda que mantenhamos a realização de nossas próprias assembléias. Assim, creio que estamos caminhando para um processo de efetiva unificação das ações dentro da UENF. Isto, aliás, é uma condição básica para fortalecer nossa unidade com a UERJ, visto que lá os dois sindicatos também usam essa combinação de assembléias e dá muito certo.

Atenciosamente,

Marcos Pedlowski

Uenfezado disse...

Obrigado pela atenção prof. Pedlowski, mas esperamos que esse processo de unificação não se estenda muito.

A questão da tabela foi um elemento divisor das categorias. Agora, com a campanha salarial unica, pelo aumento para todos, talvez, possamos cicatrizar as feridas e fortalecer o movimento sindical na Uenf.

Unidade e 82% já!

pedlowma disse...

Prezados,

Em minha opinião agora que os cantos de sereia do governo e seus representantes dentro da UENF se mostraram vazios teremos um caminho mais fácil para resolver eventuais diferenças e pavimentar a nossa unidade com ações práticas. Um detalhe a mais: a assembléia da ADUENF aprovou de forma unânime a realização de assembléias conjuntas. A primeira experiência de unidade deverá ser a ida ao Rio para participarmos da assembléia conjunta na UERJ. E a data está definida: 29 de Abril. Espero que consigamos encher pelo menos dois ônibus com professores, servidores e estudantes.

Atenciosamente,

Marcos Pedlowski

Uenfezado disse...

Booaa!

Dilma disse...

Esse Pedlowski é mesmo um comediante! Creio eu que uma forma muito mais eficiente e barata de se democratizar a universidade seria o aumento das bolsas de apoio aos estudantes carentes bem como as de i.c. e extensão que realmente possibilitem a participação em congressos e a compra de livros. A implantação de um CAP apadrinhado pela UENF, numa cidade com resultados vexatórios na educação básica. Sem falar em diversos outros projetos mais eficientes para o sucesso da universidade pública. Enfim, como disse um amigo meu, estes ditos socialistas da uenf querem cada vez mais se constituirem como classe elitizada numa cidade miserável.
Ahh eu gostaria de saber o q o Caxinguelê e outros q nunca tiveram vínculo com a UENF estavam fazendo nas manifestações?
Atenciosamente,
Dilma Rousseff

Uenfezado disse...

Dilma,vc fumou alguma "coisa" mais forte hoje?!?

Anônimo disse...

Pois é UENFezado... a erva mate com o qual essa Dilma faz o seu chimarrão dela deve ser paraguaia! Ou sei lá....

Anônimo disse...

A universidade pública (não gratuita, pois pagamos ano passado 1 trilhão em impostos) e suas personagens. Agora Dilma, com sua crença de que a universidade dita democrática deve ampliar a oferta de bolsas a alunos "carentes". Universidade não é fábrica de esmolas, tampouco uma mãezona pró-carentes ou pró-pseudo carentes, pois os verdadeiros CARENTES estão fora dela a séculos.
Por falar em "erva" haja bolsas para os carentes economizarem para a aquisição da dita cuja.
Carente é o kct ! Carente fui eu, que não tive computador, não tive MP3, não tive tênis, não tive perfil no Orkut, não fui à balada fumar a ervinha.
Enquanto as universidades forem tratadas como berço dos carentes psicodélicos de esquerda tamo fú.
Estado mínimo já !