terça-feira, 1 de junho de 2010

Cartum da Noite


Gracinha da Globo nº2: mais uma vez, após colocar a matéria sobre o ataque covarde do exército israelense aos barcos que levavam suprimentos para Gaza, o Jornal Nacional tentou associar (baseado em informações do governo de Israel, claro!) os líderes do movimento com grupos terroristas internacionais. E mais, repetiu várias vezes imagens dos tripulantes dos barcos “agredindo” os indefesos soldados invasores (pedaços de paus contra fuzis M16 e AR15)!!
Fechando com chave de ouro, mostrou a entrevista com a secretária Hillary Clinton que, para variar, ficou em cima do muro!
É nojento!

2 comentários:

Anônimo disse...

Para p povo brasileiro, acostumado a ações burlescas e à pirotecnia petista, a ação dos militares israelenses parece algo sem sentido com alto teor de violência. Acontece que existe um embargo, proposto por Israel, à entrada de produtos na faixa de Gaza, por considerar que ações ditas humanitárias possam favorecer de algum modo os fundamentalistas islâmicos da palestina.
Como não sabemos o que é um país forte, não entendemos a ação imediata do exército israelense, já que o nosso exército sequer consegue evitar a entrada de armas e drogas pelas fronteiras do Brasil. Os soldados israelenses foram agredidos SIM, e com tubos de ferro (ou aço ?)que, se atingir a cabeça causa a morte (só não vê quem não quer...). Se realmente naquele navio estivem presentes somente pessoas ligadas a causas humanitárias não haveria a necessidade da agressão INICIAL aos soldados israelenses com barras de ferro.
Bem, como no Brasil tudo é considerado "normal", nosso bravo presiMENTE criticou a ação do exército israelense, embora apoie uma candidata que usou de armas de fogo e promoveu assaltos a bancos e sequestros de embaixadores quando era então... guerrilehira. Coisas do Brasil !

Uenfezado disse...

Ok, Ok! Vc está certo!
A escravidão era certa!
Hitler estava certo!
O apartheid na África do Sul era certo!
Bush estava certo quando justificou a invasão do Iraque! Viu quantas armas químicas encontraram lá!?
Então, claro, Israel está certo!