quarta-feira, 20 de abril de 2011

Os cachorros na UENF

Em uma reunião na Reitoria, a questão dos cachorros soltos na Uenf foi discutida. O que fazer com esses animais solos no campus?
Os cachorros chegaram quando a universidade ainda não era cercada e encontraram um ambiente propício: professores, técnicos, alunos, taxistas, vigilantes alimentam os cachorros, e por isso eles não saíram mais daqui.
Sei que esse assunto desperta paixões de dois lados: os que consideram os cachorros uenfianos inofensivos e defendem sua permanência livre, e os que não vêem a hora da chegada da carrocinha.
Eu, que adoro e possuo cachorros, penso que os mesmos devem ser criados dentro das residências de cada um. Não acho justo ser atacado (um cachorro por mais dócil que seja, sentindo-se ameaçado pode sim ter uma reação de defesa) por um animal solto que, provavelmente, não foi vacinado contra raiva.
Como sugestão a nova reitoria, poderia ser feito uma campanha entre a comunidade universitária, para adoção destes animais.

26 comentários:

Anônimo disse...

Meus adoráveis Fox Paulistinhas vivem no meu quintal. Agora, tem gente aqui na UENF que quer criar cachorro no quintal da universidade. Mas tb tem gente estendendo roupa em varal improvisado no DCE, gente que pixa o DCE, gente que faz do DCE a sua porca casa. E aí ?!

Anônimo disse...

Vcs que falam tam mal do zé povinho, agem como ele, eliminar o cachorro não adianta, tira um vem 10, vcs esquecem que cachorro anda, pula cerca, mesmo que não venham a se alimentar vem descansar ou se proteger, não querem tratar cachorro como gente, se não daqui a pouco vcs vão ta dando tiro em urubu só por pousar no telhado de casa, são animais urbanos que tem que ser controlados mais nunca seram esterminados, tem que se criar regras inteligente e criativas, universidade é lugar de se pensar, inovar, criar alternativas que deem certo...

George Gomes Coutinho disse...

Acho a idéia de uma campanha de doação dos cães interessante e humana. Se assim fizerem tentem divulgar ao máximo.. eu mesmo gostaria de ajudar. Também tenho dois cães em casa, um deles que veio "das ruas", e sei que estes animais merecem um tratamento digno. Quem sabe ter um encaminhamento permamente de adoção dos cães que entrem no campus? A grande questão é que não é responsável "criar" animais em um espaço inadequado para tal.

douglas da mata disse...

Pois é caro blogueiro,

Eu caminhava pela UENF com minha esposa, e deixei de fazê-lo, por causa de vários ataques.

Não se trata de gostar ou não deles, mas quem quiser criar os cães, que o faça, nos limites que a lei impõe, que determina que não ofereçam risco a terceiros.

"Criar" cães em espaço público, e diluir a responsabilidade é errado.

Confesso que minha reação foi exterminar os bichos, o que poderia fazer em defesa própria, caso fosse atacado novamente. Mas preferi me afastar, pois como você disse, é um tema que desperta paixões, e pessoas apaixonadas tendem a perder a razão.

Tem um cão que é chamado por "chumbinho" que é o pior de todos, rsrsr. Deveria ter dado "chumbinho" para ele. rsrsr

Um abraço

Anônimo disse...

Carrocinha? do CCZ? Todo mundo sabe o que eles fazem com os cachorros que eles recolhem, isso quando recolhem.
Melhor que fiquem onde estão, no campus, pelo menos ficarão livres do destino trágico que o CCZ pode propiciar.
Outra opção seria a UENF fazer um convênio com a APA de Campos para recolher os animais, e aí sim, serem tratados e preparados para adoção.

Anônimo disse...

Concordo em sumir com os cachorros da Uenf. Fazem sujeira, transmitem doenças e ainda dão pegas assustando e podendo até machucar pessoas.

Anônimo disse...

Gostaria de deixar minha contribuição também. Não tenho muito contra os cachorros mas, cada um no seu devido lugar. Se eu quisesse um ou vários eu teria em minha casa. Tenho frequentado a uenf aos finais de semana porque aqui imagino ter um pouco de sossego para caminhar, sem incomodar ninguém. Infelizmente tenho encontrado esses cachorros e sempre correm latindo em nossa direção. As vezes estou com criaças e fico indignado. Seria interessante que a prefeitura tomasse algumas providencias. Masi indignado ainda quando encontrei um funcionário sendo arrastado por dois pit bulls fazendo sua caminhada. Nesse dia, infelizmente tive que deixar a uenf só para ele. Como uma lei pode ser descumprida dentro de uma instituição estadual?

Anônimo disse...

Que tal sumir com você também Anônimo das 08:47? Humanos transmitem doenças, pegam e fazem muito mal às pessoas. Que tal exterminá-los também?
Você se esquece que os verdadeiros "animais" são pessoas que pensam como você.
A UENF poderia usar seus recursos humanos e de laboratório para fazer uma campanha de castração de cães nas comunidades da região.
A solução seria conscientização e campanhas de castração dos animais.

Anônimo disse...

à Sra. Anônima das 10:37.
A Uenf não deve abrigar cachorros sem rumo. Devem sair do Campus. Não trazem nenhuma vantagem e dão uma impressão terrível de coisa suja, abandonada e sem valor.
Tá com pena? - ajudo a pagar uma carroça e mandar pro seu quintal - pode ser? Deixe seu endereço aqui e seremos todos felizes.
Ass. Animal Inteligente

Anônimo disse...

Gente! Não temos um "elefante branco"? Vamos colocar este tronbináceo para trabalhar!

Anônimo disse...

Servidor público que cria ou alimenta cachorrinhos dentro da repartição tem que ser processado.
Coloquem as leis deste país para funcionar e deixem de lado os "coitadinhos" que o país vai pra frente. É por esse motivo que deixei de caminhar à noite na UENF.

Anônimo disse...

O brasileiro não tem a mínima noção do que seja ESPAÇO PÚBLICO. Agem como selvagens nas ruas, avançam sinais vermelhos, cospem nas calçadas, jogam lixo em terrenos baldios, lavam carros nas portas de casa, estacionam em local proibido, burlam as leis sociais e... CRIAM CACHORROS EM REPARTIÇÕES PÚBLICAS achando que esse tipo de atitute é o "Ó do Borogodó" em termos de "cidadania". Vão pastar miseráveis ! Vão aprender a conviver em sociedade, seua sacanas. Criar cachorros só em casa.

Anônimo disse...

Sua mãe, minha cadelinha Poodle, é educada e sociável.
Dou banho em sua mãe,
escovo sua mãe,
dou vacina na sua mãe,
dou carinho à sua mãe,
faço cosquinha na barriga da sua mãe e,
arrumei um cachorrinho pra cruzar com sua mãe.
Não é lindo ?

Anônimo disse...

O cachorrinho da foto é Dimmy. Pós-graduado em Harward está fazendo pesquisa na área da Física sobre as propriedades do buraco negro. Na foto desta postagem, UENFezado flagrou Dimmy conduzindo seus estudos sobre o tema, literalmente. Logo, não se trata de um simples cão e sim um doctor cão lotado atualmente no LFC (Laboratório de Física Canina).

Anônimo disse...

Já que o assunto é relevante e se trata de um caso tanto de saúde pública como de bem-estar animal, sugiro que a Preitura da Universidade faça um convênio com a APA- Campos para recolhimento dos animais, tratamento e disponibilização para adoção. A Petrobrás tem um convênio com a APA que semanalmente vai recolher os cães e gatos abandonados no seu parque. Estou citando isto, pois sendo colaborador ativo da APA me preocupo com o destino destes animais. Agora o que não podemos é levantar a bandeira de "exterminar" os cães como se fossem insetos.

Anônimo disse...

Acho que muitos de vocês estão precisando se atualizar sobre o assunto...enquanto meia dúzia se preocupa com os "problemas" que estes cachorros possam trazer, deveriam se preocupar com coisas mais urgentes enecessárias....além disso os alunos do curso de Med. Veterinária estão sempre cuidando desses animais e castrando-os com SEUS PRÓPRIOS RECURSOS além de fazerem campanha de doação sim...pra quem não sabe a APA está lotada e dificilmente aceitara tantos animais... esses alunos se encarregam de fazer a campanha e já conseguiram doar muitos desses animais.... o que não pode acontecer é de começar a maltratar esses animais... pois eles não tem culpa de nada... soube que uma pessoa atropelou um destes "sem perceber" será ?.... ah e ao contrário do que podem pensar não sou aluno de veterinária... sou só uma pessoa que antes de sair falando besteira me informo...

Anônimo disse...

O anônimo das 8:47 e 12:50 deve ter um trauma de infância adquirido quando o poodle do vizinho deu uma carreira nele e ficou assim com "medinha" dos cachorros.
Já faço a minha parte.
Ainda se intitula Animal Inteligente com uma mentalidade dessas. Você vale menos que os cachorros que andam pela Universidade.
Concordo com o anônimo das 15:02 em achar uma solução plausível e humanitária para todos, principalmente os cães.

Anônimo disse...

PQP... como tem gente desocupada, preocupados com vira-latas! E cadê seu endereço pra enviar estes infelizes pra te enrabar na sua casa?!
A senhorita protetora dos pulguentos não quer bancar a lavagem pra engordar os sarnentos? haahaha!

Anônimo disse...

CACHORRO NO BURACO! Na UENF tem muitos...só que anda em duas patas...

Anônimo disse...

Vamos enviar esses cachorrinhos pra casa dos carinhas intelectualóides de bosta que têm peninha deles. Aí sim, quero ver se vão continuar "criando" os pobres bichinhos.

Anônimo disse...

Não se trata de um cachorro saindo do buraco e sim um buraco saindo de dentro do cachorro.

Anônimo disse...

É uenfezado que desepção, virou algo lamentável, uma discurção que deveria discutir questões importantíssimas, virou isso...
importante porque, são as mazelas da sociedade, como exemplo, em frenta da sua casa tem uma praça, derrepente lá vira casa dos mendigos, com eles os viciados que se aproveita, no grupo tem doentes mentais, idosos abandonados e por fim os cachorros e gatos que acompanham essas pessoas e ai! o que fazem!? esterminar, recolher, espulsar, o que dará certo ou pior os grupos se multiplicarem.
Essa é a responsabilidade da UENF como comunidade, ajudar na solução.
Tenho fé que consiga...

Anônimo disse...

Estamos num mato sem cachorro, ou melhor, num mato com cachorro.

Ricardo Garcia disse...

puxa vida, esta historinha dos cachorros vai longe. Temos que ter seriedade e encarar este problema mais sério. São animais mas precisam de atenção, porém acho que não podem perambular por aí como estão.

Anônimo disse...

E AÍ ?

E KIKO ?

Vindo dos Pampas disse...

Olá.
Achei esta matéria muito interessante e reproduzi em meu blog - http://vindodospampas.blogspot.com/ - com o devido credito.
Convido-os a me fazerem uma visita, e se possível, colocar meu link em vossa lista de blogs.
Abs.